anne.

Resenha de Beijada por um anjo

"Ivy acreditava e confiava nele como jamais tinha confiado em alguém.
Um dia criaria coragem para dizer, com todas as letras, eu te amo Tristan"
                                                                                          Pág. 12

*****
Beijada por um anjo
Autora:  Elizabeth Chandler
Editora: Novo Conceito
Páginas: 247

        Ivy é uma estudante comum, que trabalha meio período no final de semana, só que ela acredita em anjos. E realmente acha que um deles a salvou quando criança, de se afogar. Sendo assim, ela tem um certo medo de água. Ela mora em um lugar novo, pois sua mãe se casou com o pai de Gregory, seu colega da escola. Ele acaba de perder a mãe, possivelmente por conta de suicídio e apesar da forte personalidade do garoto e sua persistência em importunar a vida de Ivy e seu irmão, ela foi a única a ficar do lado dele.
        Certa vez foi preciso subir ao trampolim, para recitar uma poesia, algo ocorre e a poe a beira de cair. O que aproxima Tristan a ela, foi que ele conseguiu tirá-la de lá sem que ela precisasse cair na água, mas com ele, ela conseguiu perder o medo e sabe nadar.
        Tristan fora seu professor de natação e logo passou a ser seu namorado, era tudo incrível para Ivy até que um acidente coloca tudo a perder. Pior ainda ela perde tudo, ela perde Tristan e com ele se vai sua crença nos anjos. Mas agora Tristan virou um anjo e ele tem uma missão, mas continua preso a Ivy de coração, ele a ama e para que ela possa saber disse, é preciso que ela acredite em anjos. Porque eles realmente existem, e seu namorado é um anjo.
        O livro realmente foi só o início de uma história pois, ele foi um pouco fraco no quesito de climax, no meio dele, a surpresa é realmente no final, quando da vontade de ler o próximo. Tristan precisa descobrir sua missão, precisa fazer com que Ivy volte a acreditar em anjos, precisa dizer a ela que a ama e precisa saber o que houve no acidente da morte dele, pois foi provocado. Alguém queria ver um dos dois mortos.
        O desfecho misterioso que é proporcionado no final do livro, compensa a fragilidade do início leitura. A narração é tranquila, é fácil de se envolver, nada de enrolação com detalhes minuciosos, apenas o necessário, mas proporciona uma leitura deliciosamente fantástica.


Minha avaliação:
A narração é a melhor parte, simples, fácil de envolver o leitor, graciosa e sem enrolação. O enredo é uma história meio sem sal, mas o mistério que vem ao final, compensa bastante.  A autora transformou uma história sem graça em uma inesquecível história de amor e suspense. Por isso *****.

Melhores trechos:
"Ela estava vendo-o nadar. A água passando por seu corpo másculo; erguendo-o enquanto ele se movia de forma suave e poderosa por entre ela. Quando passou a nadar borboleta, seus braços pareciam asas saindo da piscina, parecia música ao seus ouvidos - forte, cadenciada, graciosa."
                                                                                                           Pág. 106
" - Ivy, eu te amo – disse Tristan, ficando sério subitamente.
Ela olhou para ele e depois mordeu os lábios.
- Isso não é um jogo. Eu amo você, Ivy Lyons, e um dia você vai acreditar em mim."
                                                                                                           Pág. 162
"- Quando se ama alguém, não acaba nunca! - respondeu a Dra. Carruthers gentilmente. - Você supera porque tem de superar, mas leva-o em seu coração para sempre."
                                                                                                           Pág. 173

Nenhum comentário:

Postar um comentário